Comer pouco e treinar sem orientação são os grandes vilões do emagrecimento

Metabolismo acelerado = emagrecimento definitivo

estresse-oxidativo1

Segundo dados de uma pesquisa do IBGE feita em 2016, 33% das pessoas praticam atividade física no Brasil, sendo que deste número menos de 10% o fazem COM ORIENTAÇÃO. Muitas pessoas lêem ou assistem notícias sobre atividade física e emagrecimento e, sem saber se possuem restrições, colocam um tênis e saem correndo acreditando que em um ou dois meses perderão os kg que há anos não conseguiam eliminar. Essas atitudes além de possibilitarem frustração, podem causar danos que dificultam  a continuidade do exercício. Muitas pessoas abandonam a prática do exercício por terem vícios posturais não diagnosticados. Algo que poderia simplesmente ser evitado se tivesse uma boa orientação.

 A maioria das pessoas acredita que pode emagrecer fazendo apenas exercícios sem se preocupar com o que está comendo. Outras pensam que atividade com peso, como a musculação, não ajuda no emagrecimento. É  comum ouvirmos falar que a nutricionista pediu pra que o paciente  parasse a musculação durante a dieta. Na verdade, quando isso acontece, a profissional está equivocadamente se baseando apenas no resultado da balança. Neste caso está priorizando a perda total de peso, não levando em consideração o ganho de massa muscular. Esta  atitude pode gerar flacidez pela perda de massa magra e, na maioria dos casos, as pessoas recuperam o peso perdido assim que saem da rotina – mesmo que seja por uma semana (e lá estão  de volta os quilos perdidos!). Definitivamente, esta não é uma boa estratégia.

Aeróbico: Por que não emagrecemos fazendo só os exercícios aeróbicos?

Hoje em dia está comprovado que o maior aliado do emagrecimento é o aumento da massa muscular. Isso não significa que você tenha que ficar forte ou com um volume que não te agrade. O que estamos dizendo é que o músculo pesa mais que a gordura e quando ganhamos massa muscular aumentamos as “bocas”, fontes consumidoras de energia do nosso corpo. Um bom exemplo disso é um carro: um veículo grande gasta muito mais combustível do que um pequeno. A grande descoberta das últimas décadas na educação física, medicina esportiva e nutrição esportiva é a importância do trabalho com pesos, seja na musculação, treinamento funcional, Bodypump ou aulas localizadas (trabalhos de alta intensidade), enfim trabalhos que priorizam a força muscular. O que acontece com essas atividades é que, além de gastar as calorias durante o exercício, você continua gastando muito mais para recuperação pós exercício. Ou seja após o treino, enquanto você está lá parado assistindo TV ou conversando com os amigos, seu corpo está eliminando gordura pois o seu metabolismo  estará mais acelerado.

Os exercícios aeróbios podem até ser bons aliados no início de um programa de emagrecimento. No entanto, se eles não forem combinados com o trabalho de força, logo seu corpo se acostumará ao estímulo e você terá seus resultados minimizados.  Por isso é  fundamental você ser orientado por um profissional através de um plano de emagrecimento para fazer com equilíbrio as atividades: trabalho com peso, exercícios intervalados que elevam a frequência cardíaca e exercícios aeróbicos.

Cuidados com a alimentação – Comer pouco emagrece? 

dieta

Primeiro precisamos entender que o processo de emagrecimento não significa apenas a perda de peso na balança, e que o mais importante neste processo é a perda do peso gordo e a manutenção ou até mesmo o ganho do peso magro.

Ao contrário do que se imagina para emagrecer não precisamos passar fome e muito menos deixar de comer ou substituir refeições por shakes. Porém a maioria das pessoas quando querem emagrecer buscam regimes alimentares que façam com que a perda de peso aconteça de forma rápida. É ai que aparece os regimes mirabolantes e dietas restritivas (aquelas com baixíssimas calorias) feitas de forma errada e que só fazem atrapalhar este processo.

As dietas restritivas podem não só prejudicar o emagrecimento como comprometem a qualidade de vida e até mesmo a saúde, com elas o corpo fica sem energia pela falta de calorias e pela falta de nutrientes, principalmente o carboidrato (um dos macronutrientes mais restritos neste tipo de dieta), com isso podem aparecer sintomas como sonolência, desânimo, falta de concentração, crises de hipoglicemia, além da perda de massa magra. Com a perda de massa magra a nossa Taxa de Metabolismo Basal (TMB) diminui e com isso processo de emagrecimento vai ficando cada vez mais difícil, já que quanto mais massa magra tem o corpo mais aceleramos nosso metabolismo.

Para ter sucesso no emagrecimento, o primeiro passo é não se prender ao peso da balança, pense que o mais importante é a eliminação do peso gordo, como vai saber se está perdendo peso gordo?! Simples: suas medidas e percentual de gordura vão diminuir.

 

Deixe uma resposta